segunda-feira, março 17, 2008

Filosofar à Professor Mamadu



Estava eu a discorrer os meus olhos por linhas dactilografadas quando me fixei neste poema de Carlos Drummond de Andrade:


"No meio do caminho tinha uma pedra

tinha uma pedra no meio do caminho

tinha uma pedra

no meio do caminho tinha uma pedra.

Nunca me esquecerei desse acontecimento

na vida de minhas retinas tão fatigadas.

Nunca me esquecerei que no meio do caminho

tinha uma pedra


tinha uma pedra no meio do caminho


no meio do caminho tinha uma pedra."





gostei deste poema e logo me veio à cabeça um slogan do Professor Mamadú :


"Não há vida sem problema


Nem problema sem solução"

4 comentários:

Kazilar disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Pan disse...

Cheira-me a cada tiro, cada melro. Temos um comentário non-grato à pendura.
Como é que isto se apaga?

pipeta disse...

Basta carregares no caixote do lixo. Mas este já apaguei.

Kagahn disse...

SECURITY CENTER: See Please Here